8 de Junho de 2020

Hoje foi mais um daqueles dias no trabalho que meros cinco minutos me estragaram as minhas 24 horas, ou o que restavam delas.
Hoje eu presenciei tanta mentira barata e deslavada que eu só me aguentei porque agora eu tenho filho pequeno.
Sabe aquelas mentiras do desesperado?
Percebi que até eu tenho muito mais vergonha de mentir... e percebi que menti pouco na minha vida, mas algumas mentiras me foderam pra sempre.
Sabe gente que não tem ética em nada do que faz? Para essas pessoas, a mentira é natural, sai como gás carbônico.
Estou em uma empresa onde o Plant Manager mente deslavadamente porque acha que ninguém entende mais do que ele. Vejo as máquinas "mijarem" óleo, máquinas cheias de sujeira, manutenções caríssimas ocorrendo, milhões de dólares sendo jogados fora em refugos (scrap) e não tem ninguém incomodado com isso.
E toda a culpa é da documentação, é da Qualidade... a área que deveria apontar o problema e suportar na solução também é responsável por criar e por resolver o problema. Ou seja, transferência de filho.
Ridículo. Via isso na montadora, mas nas pequenas ligas. Nos problemas grandes e sérios, o problema era tratado com seriedade máxima.
Não vejo nada tratado com seriedade nessa companhia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Filme Nise - O Coração da Loucura

Nível atual da rede SENAI

Comprar Sem Se Vender