Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

Casamento

 Casamento: - Comunhão plena de vidas; - Igualdade de Direitos e Deveres; - Civil; - Celebração gratuita; PRINCÍPIO DA MENOR INTERVENÇÃO DO ESTADO Art. 1.513. É defeso a qualquer pessoa, de direito público ou privado, interferir na comunhão de vida instituída pela família. Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado. § 7º Fundado nos princípios da dignidade da pessoa humana e da paternidade responsável, o planejamento familiar é livre decisão do casal, competindo ao Estado propiciar recursos educacionais e científicos para o exercício desse direito, vedada qualquer forma coercitiva por parte de instituições oficiais ou privadas.                                        REQUISITOS PARA O CASAMENTO SEXUAL Tudo o que não é proibido é permitido. Não há lei, em nenhum momento, a proibição expressa do casamento entre pessoas do mesmo sexo. A orientação sexual não é parâmetro. Resolução No 175, de 14 de Maio de 2013 http://www.cnj.

Casamento - É gratuito SIM!

 Casamento: - Comunhão plena de vidas; - Igualdade de Direitos e Deveres; - Civil; - Celebração gratuita; O casamento é gratuito sim! Podemos verificar o artigo 1.512 do nosso Código Civil:    Art. 1.512. O casamento é civil e gratuita a sua celebração. Parágrafo único. A habilitação para o casamento, o registro e a primeira certidão serão isentos de selos, emolumentos e custas, para as pessoas cuja pobreza for declarada, sob as penas da lei. Segundo o professor Leandro Cunha, o casamento é gratuito como descrito no Código Civil e também é garantido pela nossa Constituição Federal: Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado. § 1º O casamento é civil e gratuita a celebração. § 2º O casamento religioso tem efeito civil, nos termos da lei.  § 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.  (Regulamento) § 4º Entende-se

Gasolina

eu queimo queimo em vontade de ser o porta-voz  de uma verdade que eu não sei qual é queimo em querer ser combativo parresiasta sem medo de consequências porque estas eu conheço essa chama está acesa e meu corpo em brasas está flamejando é perigoso porque o comburente é desconhecido como eu existem vários tantos que, erroneamente encontram o que acham ser a verdade verdade que jorra gasolina e, assim seguimos, frater uns pensando que sabem outros com medo de saber e, outros com a certeza de saber que não sabem de nada mas, a certeza é tinhosa se você não a tem a busca como um veículo que precisa de combustível seguidores que querem ser seguidos padres, professores, bispos pastores, estudantes, questionadores há sinceridade

amante

eu queria ter um bigode para, nesse momento ter algum pelo no rosto para puxar afinar os bigodes é diferente de enrolar os cabelos toda a proteína que eu vejo ser excretada na espuma da minha urina, levemente amarelada era para estar sendo consumida pelos meus músculos músculos que, hoje, iriam trabalhar muito iriam se movimentar com ritmo e força, pré-ordenadamente corpos molhados e violentos próposito natural que é diferente do que tenho iriam porque você não está aqui me deixou em poços fiquei dentro d'água hoje preciso temperar o meu corpo no pecado porque, entre nós não existe amor existe amor? existe conveniência estive frio por alguns dias mas agora, mas hoje estou quente, em chamas essa lava quente aguarda o seu cântaro esse cântaro que não é o meu você me dá, mas não é meu e eu não posso deixar lhe carregar o suco porque nele pode existir sede sede daquelas que os berços escutam sede que têm os homens e as crianças nos seus seios de plá

Vaginas tem diferenças SIM!

Vulvas, bucetas, periquitas, vaginas, perereca, tapete de bêlos, rachada, molhada, apertada, tcheca, pussy, bucetão, partidão, capôzinho, capôzão, prexeca, bacalhau seco, pepeca... Coisas boas e amplamente conhecidas costumam ter vários nomes... Quando eu tinha 14 anos, era aprendiz do SENAI em uma empresa de plásticos na Grande São Paulo, em Diadema. Foi uma fase de muito trabalho e estudo. Tanto, que, apesar de mais novo, pensava menos em sexo do que penso hoje. Nessa época (já há mais de 10 anos) já não era mais virgem, mas, como não tive uma namorada para a prática assídua e constante do sexo, minha experiência era limitadíssima: não entendia nada de pele, cheiros, sabores, gestos, preliminares, palavras nos ouvidos, toque, e via discorrendo... Eu tinha apenas 14 anos em meio a uma turma que a média de idade era um pouco maior do que a idade do meu pai, na época. Os caras se referiam a mulher de uma forma diferente, brincavam de forma diferente àquela que eu via no colégio e no

Vamos começar a falar do que interessa...

É bem verdade que a internet está cheia de coisas idiotas, sem significado nenhum, para ninguém. Mas, também está repleta de muita informação útil que pode aflorar em conhecimento nas cabeças de todos. O que é mais engraçado ainda é que o processo de aquisição de conhecimento não é igual para todos: um pode converter uma informação em conhecimento depois de ter visto, por exemplo, uma peça de teatro. Outro, com exatamente a mesma bagagem de informação, pode não adquirir o mesmo conhecimento, ficando na "gordura" da peça, se deixando levar pelo o que seria mais sensível, como o visual, a atuação, etc.. Tudo pode despertar conhecimento, logo, mais dúvidas. O que eu, particularmente, acho mais interessante no processo de aquisição de conhecimento é a troca de experiências. Por quê devemos ler? Por quê devemos conversar mais e cada vez mais ter conversas produtivas, com pessoas que podem nos prover isso? Por quê alguns filmes nos transformam e nos fazem tomar atitudes diferente

Conforto

"O sofrimento move a vida" Viviane Mozé, baseando-se em Nietzsche A classe média é considerada a 'classe de conforto', a classe em que se possuí um carro relativamente novo, uma casa própria e dentro da lei, emprego estável e uma renda que mantenha a família com conforto. Mas, o que é o conforto? Vem do Latim CONFORTUS, particípio passado de CONFORTARE, “fortalecer, conferir força”, de COM-, “junto”, mais FORTIS, “forte, intenso, robusto”. Mais tarde adquiriu o sentido de “aliviar, aplacar, suavizar”. Quando não temos conforto, lutamos para ter. O sofrimento, de certa forma, virou um hobby para alguns: aqueles que, em condição de extremo conforto, saem de suas confortáveis alcovas e se embreiam no meio do mato, em acampamentos, cabanas, carros, em condições de baixíssimo conforto as vezes, para curtir a natureza, um esporte radical, caçar, etc.. Até mesmo o masoquismo pode ser interpretado: a busca por um momento de dor e sofrimento dá prazer, porque, depoi

Direito Empresarial - Resposta no Fórum

Boa noite, colegas e Professor! - Qual fator ideológico que faz movimentar o sistema? Um fator independente, penso que não exista. Mas, o que é preponderante hoje em dia e serve de poderoso lubrificante para que as engrenagens da grande máquina que compõe o sistema funcione é a falsa ilusão de que existe meritocracia. Até mesmo a meritocracia em si já é uma quimera. NÃO é verdade que você ganhará dinheiro e será promovido se sempre fizer a coisa certa e agir de maneira ética, dentro do compliance e sempre politicamente correto, sem entrar em embate com ninguém, não chegar atrasado… Isso não se chama meritocracia: isso se chama obediência.  Os ‘senhores' querem corpos dóceis, pessoas obedientes, que, de preferência, se sintam da família. Mas, é claro, que apenas se sintam… No Brasil, percebemos algo muito estranho: nós tentamos copiar os americanos, mas, parece que de forma inversa. O conceito de meritocracia de todos os povos norte-americanos é muito diferente do nosso: el

leviatã

a questão não é apenas garantir a dita ordem social a questão não é apenas proteger e governar legal a questão não é apenas que o homem seja seu próprio chacal a questão nãe é apenas viver sob um contrato fatal a história da política nos faz saber o que aconteceu de verdade a história da política revela ao homem sua eterna vontade a história da política nos faz perceber o que é liberdade a história da política nos ajuda a ler a realidade o estado de natureza é fazer justiça com as próprias mãos o estado de sociedade é o controle além da razão o estado de natureza é a guerra contra o outro o estado de sociedade é a coletividade no sufoco o estado de natureza é um olho por um olho o estado de sociedade é o poder sobre todos o estado de harmonia é o bom senso pelo Povo!

o príncipe

da fortuna eu me aproveito atuo de acordo com a situação apreciador da realidade um garoto sem religião luto contra a tirania sem perceber que sou tirano minha virtude é limpar o caminho que vou caminhar minhas ações sempre dependem da realidade que me rodeia o poder me apetece o destino me encendeia com as minhas mãos consigo prever o futuro conquistar e reunir sem construir nenhum só muro estar como soberano revolução não quero pra mim minha arte é governar os meios não justificam os fins

sócrates

me submeti as leis que pra mim eram sagradas eu não trai a mim mesmo nem àquilo que eu ensinava toda mudança possível só a vi na juventude e a ética que eu proclamava era a base da minha virtude queria fazer luzir boas ideias nas pessoas mas não me deixaram agir com sicuta morri foi uma tremenda invasão dentro da minha pequena cela que permanecia de portas abertas para que eu fugisse dela minha esposa chorou meus amigos lamentaram mas essa era a decisão que até eu já havia tomado não sai pela porta aberta nem permaneci enclausurado naquele momento eu fui livre sai como não tinham imaginado