Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Vlado - 30 anos depois

Esse é um documentário brasileiro lançado em 2005, que não conta penas a história do jornalista Vladmir Herzog, nascido na antiga Iugoslávia e naturalizado brasileiro após arduamente ter conseguido fugir com sua família para o Brasil. Esse é um documentário que conta também a história da ditadura militar no Brasil, e com relatos muito pessoais daqueles que foram vítimas do sistema de tortura que foi imposto à qualquer "suspeito" pelos ditos policiais do antigo DOI-CODI de São Paulo, antigamente localizado na rua Tutóia Nº921, num bairro que, por piada, se chama "Paraiso". O documentário é altamente recomendado para todos os brasileiros, e deveria ser mostrado a alunos do ensino médio das escolas brasileiras, que, por ignorância, exaltam a ditadura militar no Brasil, além daqueles pseudo-intelectuais que lêem revista Veja e assistem a Rede Globo, que não conseguem entender a política pela imensa quantidade de lixo intelectual e mentiras, que tomaram como verdade e

O conceito de Justiça para Aristóteles

Imagem
Segue abaixo uma atividade feita às pressas, finalizada quando faltavam apenas 8 minutos para finalizar a entrega via SIGA (Sistema Integrado de Aprendizagem). Mesmo não expondo uma reflexão que seja ampla sobre o tema, deixo aqui esta atividade: O CONCEITO DE JUSTIÇA PARA ARISTÓTELES: PARA ARISTÓTELES, O HOMEM QUE FAZ DA JUSTIÇA SUA VIRTUDE É UM HOMEM DE CARÁTER (CONSTITUI O SEU MODO DE SER). O FILÓSOFO TEM A JUSTIÇA COMO ALGO “INCERTO”, “IMPRECISO”, POIS PODE SER REALIZADA TANTO PELO EXCESSO QUANTO PELA FALTA DE APLICAÇÃO DOS MECANISMOS JURÍDICOS E MORAIS VIGENTES NA SOCIEDADE DO INDIVÍDUO QUE EFETUAR A APLICAÇÃO DA JUSTIÇA. OU SEJA, EM ALGUNS CASOS, A DIFICULDADE EM SE ATINGIR UM EQUILÍBRIO É INÓCUA DA APLICAÇÃO DA JUSTIÇA PLENA, OU SEJA, RECONHECEMOS COM MAIOR FACILIDADE DETERMINADA SITUAÇÃO COMO SENDO INJUSTA DO QUE UMA SITUAÇÃO JUSTA. O JUSTO, NESTA FILOSOFIA DE JUSTIÇA, É QUEM OBSERVA AS LEIS E QUEM RESPEITA A COLETIVIDADE. O “INJUSTO” É AQUELE QUE TRANSGRIDE AS LEIS E NÃO

Ai - Inteligência Artificial (2001)

Imagem
De tantas críticas negativas que ouvi, quase não assisti a Inteligência Artificial, mas tomei a iniciativa. É difícil entrar em um site de críticas e resenhas de filmes, em um site brasileiro principalmente, que não "detone" o 'Ai'. Lembro que, na época do lançamento de do filme, quem assistia se sentia meio "insultado", porque, de certa forma, o 'Ai' mexe com as crenças das pessoas. Sinopse: A.I. Artificial Intelligence (br/pt: A.I. - Inteligência Artificial) é um filme de ficção científica de Steven Spielberg lançado em 2001, a partir de um projeto de Stanley Kubrick, sobre a possibilidade da criação de máquinas com sentimentos. O roteiro criado por Spielberg foi baseado em um conto de Brian Aldiss chamado Supertoys Last All Summer Long. Num futuro "não-tão-distante", as calotas polares derreteram, resultando em uma invasão dos oceanos nas cidades costeiras do globo terrestre. Evadida para o interior dos continentes, a raça humana

Visão de Futuro e o Brasil após os 50 anos do golpe

Imagem
É nítido que o ordenamento econômico mundial não está se importando com o futuro da espécie humana. Talvez porque o nosso abjetivo aqui na terra seria apenas o de produzir plástico mesmo, para um objetivo que não sabemos. George Carlin fala sobre isso de maneira muito divertida neste vídeo: Mas a questão principal envolve o presente, e vai além dessa visão apenas "verde", de 'clean place to live'. Envolve o presente porque vivemos em sociedade, e não podemos continuar com essa visão de "inovação", de transformar tudo em "novo mercado", e usar o termo 'sustentabilidade' como uma justificativa de bons produtos, para o seu corpo e para o mundo. Mentiras. Precisamos sim respeitar a natureza e cuidar do nosso lixo, mas não fazer de tudo isso meios de lucro, porque assim nunca existirá conscientização: Por quê eu cuidarei do meu lixo, se pago uma companhia para selecioná-lo e cuidar dele? O lucro é uma tremenda falta de educação, alimenta