Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2020

8 de Junho de 2020

Hoje foi mais um daqueles dias no trabalho que meros cinco minutos me estragaram as minhas 24 horas, ou o que restavam delas. Hoje eu presenciei tanta mentira barata e deslavada que eu só me aguentei porque agora eu tenho filho pequeno. Sabe aquelas mentiras do desesperado? Percebi que até eu tenho muito mais vergonha de mentir... e percebi que menti pouco na minha vida, mas algumas mentiras me foderam pra sempre. Sabe gente que não tem ética em nada do que faz? Para essas pessoas, a mentira é natural, sai como gás carbônico. Estou em uma empresa onde o Plant Manager mente deslavadamente porque acha que ninguém entende mais do que ele. Vejo as máquinas "mijarem" óleo, máquinas cheias de sujeira, manutenções caríssimas ocorrendo, milhões de dólares sendo jogados fora em refugos (scrap) e não tem ninguém incomodado com isso. E toda a culpa é da documentação, é da Qualidade... a área que deveria apontar o problema e suportar na solução também é responsável por criar e por

Comprar Sem Se Vender

Sempre penso muito a respeito da prostituição: será que não somos todos, de certa forma, prostitutos? Penso por mim mesmo: me sinto violado tendo que trabalhar da maneira que eu trabalho. E olha que estou em uma condição confortável. Mas, não trabalho em algo que é meu e trabalho por dever, obrigação, assim como boa parte da população brasileira, quiça mundial. O engraçado é que a sociedade moderna continua tratando o trabalho como algo inteiramente gratificante quando não é. Lembremos que a etimologia da palavra trabalho vem de um instrumento de tortura da idade média. De onde vem o seu dinheiro? Veio de fazer coisas que destruiram a natureza? Ele veio de cumprir ordens idiotas? Veio de fazer algo que você não queria fazer? Veio do sangue de pessoas ou de animais? Pensemos na ética do trabalho, pelo menos um pouco. Você compra sem se vender? Pagam o suficiente pelo seu tempo? Luto, diariamente, comigo mesmo, para encontrar algo que me dê real prazer de fazer e que eu possa suste

O Fascismo Nosso de Cada Dia

Há alguns dias atrás, ainda nessa semana, escrevi sobre nosso atual presidente eleito, Jair Bolsonaro. Complementando o que eu disse, neste post, quero falar de um problema endêmico da sociedade brasileira: o fascismo. No inconsciente coletivo do brasileiro comum ele sempre imagina que haverá um salvador, um grande presidente, um grande "resolvedor dos problemas da sociedade brasileira", um grande pai da nação. Primeiro: nosso Estado não é nação (explicarei isso em um outro post). Segundo: o fascismo não tem lado. Ele pode surgir a partir de um grupo de esquerda ou de um grupo de direita. Penso que nosso sentimento por um grande "pai"da nação começou com Dom Pedro I e sua figura foi sempre sendo, de certa forma, refletida nos líderes que o sucederam. Não há como não lembrar do nosso mais famoso fascista, Getúlio Vargas, que, de certa forma, trouxe progresso para o Brasil e grandes progressos na economia e em diversos outros setores da sociedade. Ao passo que há q

S.B.C., quarta-feira, 03 de Junho de 2020

Boa noite. O que me passa pela cabeça hoje e não me deixa em paz é o fato da minha esposa estar internada com um problema gravíssimo e que ninguém sabe a causa raiz. Foram feitos diversos exames e não descobriram se o problema que faz a barriga dela ficar dura e inchada tem a ver com a cirurgia de abdominoplastia, que já tem 5 meses que foi realizada. O médico quase disse hoje a famosa frase de Pôncio Pilatos: "Eu lavo as minhas mãos". Dependendo da situação, este argumento pode ser brilhante, ou extremamente desnecessário, ignorante. Enfim, vamos aguardar o desfecho desta história. Pretendo, ainda, fazer um post complementar ao de ontem, em que vou explicar com mais detalhes toda a trajetória que a minha esposa teve com as cirurgias plásticas. Hoje estou extremamente cansado. Esposa internada e o trabalho que não está fácil. Minha empresa não aderiu a quarentena e estamos todos trabalhando. E, para melhorar tudo, muitos clientes que estão fechados continuam abrindo pedid

S.B.C., terça-feira, 02 de Junho de 2020

Boa noite. Estava a escolher algum assunto para falar a respeito, apenas divagar sobre o tema. E, sendo hoje o dia em que a minha esposa vai para a décima internação após a realização de algumas cirurgias plásticas, não me passa outra coisa pela cabeça a não ser o pensamento sobre as vantagens e desvantagens da cirurgia plástica. Minha esposa virou PHD no negócio. Já fez tantas e já indicou tanta gente para fazer que ela conhece bem a respeito dos resultados, dos requisitos, das contra-indicações, dos efeitos colaterais e etc.. O que a ajuda é que ela também é da área da saúde, então, tecnicamente, ela consegue se aprofundar mais em algumas questões. Falo que ela já fez muitas, porque, para mim, 3 é um número grande. Seria 4 se contarmos com a última intervenção cirúrgica que foi para retirar uma grande necrose que se formou entre os músculos abdominais e as camadas de pele. Isso ocorreu devido a diversos fatores que não tenho tarimba no assunto para detalhá-los, porém, sei que foi p

S.B.C., segunda-feira, 01 de Junho de 2020

Bom, o que dizer... pensei em voltar a escrever. Para ninguém ler (sei bem que leitura é uma coisa anacrônica e do passado). Hoje a galera gosta de imagens, fotos, Facebook, Instagram e afins. Ainda sinto necessidade de escrever. Pode ser uma certa forma de fazer uma auto-análise, ser um pouco o meu próprio psicanalista. Não penso em escrever para uma audiência, e nem quero guardar qualquer segredo meu comigo mesmo. Então, nada melhor do que utilizar este velho espaço cheio de poeira digital e fazer uso dele novamente. E farei isso por meio de uma escrita em formato de diário. Não que eu escreva diariamente... porém, quero uma escrita que flua como uma conversa, muito limpa, muito leve, direta. Algo como se fosse eu comigo mesmo. Ao passo que, muitas vezes, posso escrever querendo chamar a atenção de muitos. E uma coisa que eu gostaria que cortasse como faca é o que sinto sobre o nosso Brasil dos dias atuais. Só tenho uma coisa para dizer e isso, tecnicamente, não me polariza politi